quinta-feira, 28 de abril de 2011

SOMOS TENTADOS,MAS NÃO DESAMPARADOS!


Lendas posteriores (que se iniciaram com um poema de Estácio, no século I d.C.) afirmavam que Aquiles era invulnerável em todo o seu corpo, exceto em seu calcanhar; ainda segundo estas versões de seu mito, sua morte teria sido causada por uma flecha envenenada que o teria atingido exatamente nesta parte de seu corpo. A expressão "calcanhar de Aquiles", que indica a principal fraqueza de alguém, teria aí a sua origem. qual seria a nossa fraqueza? responda para você mesmo! as tentações de fato existem, cada um de nós conhecemos qual é o nosso ponto fraco que muitas vezes tentamos "maquiar" e conviver como nosso "colega ponto fraco", é... transformamos em nosso amigo oculto e achamos que só você sabe e mais ninguém das tantas coisas que fazemos, e Deus, sabe? Queridos sabemos que o pecado entrou no mundo e todas as coisas ficaram imperfeitas. "por que, pois, se queixa o homem vivente? queixe-se cada um dos seus próprios pecados. esquadrinhemos os nossos caminhos, provemo-los e voltemos para o Senhor. (Lm.3.39,40). o pecado procede do interior do homem(Rm.7-8) e se consuma por si, em estado inteiramente oposto à coroa da vida (Rm.6.23). podemos observar que em Tiago 1.12-15, o sentido duplo vem da pressão externa (prova) e do desejo interno (tentação). no vc. 12 - está em vista a provação externa ( senão exigiria opor-se em lugar de suportar), enquanto no vc.13 refere-se à tentação para o pecado. Cristo foi tentado em (Mt.4.1-11), em diversas situações Cristo foi tentado e venceu por nós (Cl.2.15) em contraste com Adão, o cabeça da velha humanidade, que caiu, ainda que vivendo em condições ideais, o segundo Adão (cristo) venceu o diabo em total fraqueza da carne (40 dias de jejum), Adão recebeu toda autoridade e glória do mundo (Gn. 1.28-30), enquanto Jesus as recebeu através do sofrimento e da morte (Rm.1.4, Fl.2.4-11), Adão rebelou-se contra uma restrição; o Filho de Deus aceitou, de livre vontade, todas elas (Gl.4.4, Fl.2.6-8). Queridos, Cristo humano, passou por todos os sofrimentos imagináveis e como o Sumo Sacerdote pôde através do seu sangue nos resgatar, redimir e interceder, por nós diante de Deus, o nosso advogado, Cristo! agora observe: tentação, põe nossa fé e lealdade à prova. Deus é nosso protetor (I Ts. 5.24, Lm.3.23) livramento é concedido para cada tentação nas circunstâncias exatas (Hb. 11.17),Deus não nos tenta para levar-nos a pecar,mas fortifica-nos pelas provas. (leia I Cor.10.13), a arma usada por Jesus nesta batalha de três etapas era a palavra de Deus: "está escrito" através dessa arma o diabo foi golpeado e vencido! " com efeito, não temos sumo sacerdote incapaz de se compadecer das nossas fraquezas, pois ele mesmo foi provado em tudo como nós, com exceção do pecado. Aproximemo-nos, então, com segurança do trono da graça para conseguirmos misericórdia e alcançarmos graça, como ajuda oportuna." ( Hb.4.15,16). talvez a tentação que você enfrenta, para os outros não possa ter algum efeito e vice e versa, mas chegou a hora de confessarmos as nossas culpas diante de Deus, e buscando arrependimento, pedindo sabedoria e reconhecendo o seu calcanhar (lembra do calcanhar de Aquiles?), sua fraqueza, peça ajuda a alguém de confiança, para compartilhar esses pontos que muitas vezes atrapalha a nossa comunhão com Deus e com os outros, porém não se desespere pois Deus conhece a tua vida e sabe o quanto você faz para conseguir vencer a tentação, o que confessa e deixa o seu pecado, alcançará as bençãos do Senhor, possamos fixar os nossos olhos no Senhor e quando soubermos que determinado lugar, coisa,alguém vai nos levar à tentação então: "Tu, porém, ó homem de Deus, foge destas coisas. Segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança, a mansidão..." ( ITm.6.11).

Que a paz de Cristo habite em nós! Pr. Robson Silva

2 comentários:

Dc. Carlos Torres disse...

Segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a perseverança, a mansidão...

É meu Pr. Precisamos muito de produzir frutos e que esse fruto permaneça, e esperar de DEUS sua infinita misericórdia diante das nossas fraquezas.

Sempre espero sua honrosa visita e seu rico comentário no meu humilde espaço virtual

http://planosdivinos.blogspot.com

Lá questionamos os nossos planos que nem sempre são os planos de DEUS.
Paz!

Pr. Robson Silva disse...

obrigado Diác. Carlos Torres pela sua participação, e com certeza iremos fazer muitos comentários para a glória de Deus